Vitor Pamplona

Innovation on Vision: Imaging , Enhancement and Simulation

Eu uso Linux porque...

Por que eu uso Linux?

Não. Não é pela filosofia, nem por ser gratuito, nem por ter o código fonte aberto, nem por ser melhor que qualquer outro sistema operacional e nem por eu ser contribuinte de projetos de software livre.

Eu uso Linux por três motivos:

  1. Segurança
  2. Simplicidade
  3. Produtividade

Eu uso Linux por segurança e simplicidade. Nada de liberdade ou filosofia. Em outras palavras, trata-se de estabilidade. Não quero coisas novas, não quero interfaces novas. Não quero grandes mudanças. Quero que ele continue assim simples, prático, seguro e estável. Evoluindo devagar e sempre. Corrigindo suas falhas gradativamente.

O computador para mim é uma simples ferramenta. Ferramentas não mudam. Um martelo sempre será um martelo. Ninguém precisa renovar o design para que as pessoas comprem mais martelos. É claro que o design do cabo altera a produtividade do usuário do martelo, mas alterar o design não significa obrigar o usuário à re-aprender a martelar. Computador é a mesma coisa. Se a Microsoft continuasse evoluindo o Win98 eu estaria usando ele até hoje. Mas, como querem mudar, acabam optando por re-inventar muitas rodas e, por conseqüência, destruir grande parte dos sistemas que estão em funcionamento. Com Linux isso também acontece, mas com freqüência e intensidade muito menores (Vide a troca do ALSA pelo PulseAudio).

Já faz 7 anos que não instalo um anti-vírus, um firewall ou um anti-spyware. Posso clicar em todos os e-mails suspeitos que nada acontece. Formatei meu micro apenas 4 vezes nesse período, sendo que três destas aconteceram porque troquei de micro. Se isso não é sinônimo de segurança não sei mais o que segurança significa.

A segurança e a simplicidade do mundo Linux não me fazem perder tempo com inutilidades. Gasto meu tempo com aquilo que me interessa, aumentando a minha produtividade. Como sou desenvolvedor, o que interessa é o meu programa. Foda-se a nova interface do MSN. Foda-se o KDE4. Foda-se a nova lista de vírus que andam por aí. Não preciso me preocupar em atualizar o meu software por causa da nova versão que vem por aí. Claro que o Linux não me impede de dar uma olhada nas novidades, apenas remove a necessidade e a preocupação nelas.

Com o Linux eu tenho mais poder de configuração. Microsoft e Apple pecam nisso porque são fornecedores influentes. Se alguém quiser usar o ambiente do Windows 98, não pode. Se alguém não gostar do comportamento daquele menu superior do Mac, não tem como mudar. O poder de configuração é útil porque eu adapto o meu ambiente de forma produtiva. Não quero usar o Compiz, não quero usar o Kde4. Quero usar o simplista Gnome 2 com Gnome-Do, Guake e Epiphany. Imagine poder usar o Windows Vista sem o Aero. Não me importa se eu não tenho uma telinha atraente para configurar o sistema desde que a configuração via console / shell seja rápida de se fazer (e, normalmente é).  

A grande vantagem de ser independente de fornecedor não é o fato de poder mudar de fornecedor quando quiser. O benefício é que o fornecedor atual não te atrapalha. Se você programa em C + + para Windows, por exemplo, é muito provável que você use e que esteja preso ao Visual Studio (disparado a melhor IDE para C + +). O Visual Studio é projetado para que, no mínimo deslize do programador, o código deixe de rodar em outros sistemas operacionais. Isso é o que eu chamo de influência do fornecedor. A distribuição (deploy) de qualquer programa compilado com o Visual Studio não pode ser feita simplesmente copiando o executável. Você tem que instalar uma versão leve do Visual Studio em cada cliente. É mole?

Não quero saber de filosofia, não quero temer digitar uma senha, não quero efeitos mirabolantes, não quero cantos arredondados e não quero meu fornecedor me incomodando. Quero paz disso tudo. Paz para trabalhar. E o Linux me permite isso. Simples assim.

E aí, por que vocês usam linux?  

Posted in Apr 9, 2009 by Vitor Pamplona - Edit - History

Showing Comments

eu gosto de linux e uso ele, mas só pra fazer o contraponto, não acho que seja tão simples assim, pelo menos no ubuntu, depois que uma versão pára de receber suporte, fica quase inviavel usa-la. E dai tu é forçado a instalar a nova versão.

E quanto a virus, usuário de mac também não precisa se preocupar.

- - mariane

- - Posted in Apr 9, 2009 by 143.54.12.74

Vou responder de forma diferente. Vou responder pq uso o Windows....

Uso o windows pelos mesmos motivos que você usa linux:

1. Segurança

Não uso anti virus, firewall ou anti-spyware pois não me sinto vulnerável. Se eventualmente o computador pegar algum resfriado, eu arrumo ali rapidinho e volta a ficar tudo certo. Perco muito pouco tempo fazendo isso.

2. Simplicidade

Acho muito simples de usar. Obviamente não fico migrando toda hora. Sai do 3.1 e fui para o Win95 quando o 98 foi lançado (foi uma grande mudança). Do 98 para o XP não muda quase nada em termos de funcionalidades, então uso o XP. Me recuso a usar o Vista. Não vejo necessidades...

3. Produtividade

Produtividade é muito pessoal. Já tentei usar Linux e só me atrapalhou. Fiquei totalmente improdutivo. Ia perder muito tempo nele para ter a mesma produtividade que tenho no Windows e isso no momento não é meu foco.

Quanto a atualização de programas, isso é coisa de usuário. Você não é obrigado a usar o horrível Office 2007. Pode usar o 97, 2000 por exemplo. Eu uso versão antiga. É bom pra mim, tá valendo. Não vou ficar perdendo tempo com outras coisas.

Em relação ao Visual C + +, concordo em partes. Você pode optar por qualquer outra IDE, pode usar o Code Blocks por exemplo. Se quiser algo melhor, pode usar o Eclipse. Bibliotecas visuais também tem várias, é só escolher. Da mesma forma, em Linux, um programador pode fazer um programa usando bibliotecas dependentes do sistema e que só funciona lá, concorda?

Essa história de ficar migrando toda hora de aplicação, de ficar atualizando as coisas igual um doido não é impossição do sistema. É vontade do usuário. O mesmo que faz isso no Windows vai pro Linux e vai ficar doido procurando versão de um monte de coisa, vai instalar o sistema completo com todos os milhares de softwares que não sabe pra que e não vai usar. O problema não é o sistema, são os usuários.

Enfim, acho que posso resumir esse comentário com a mesma frase o post foi terminado: Quero paz para trabalhar. E isso o Windows me permite.

[] ' s


- - Max

- - Posted in Apr 9, 2009 by 189.75.117.66

Oi Max,

Veja só.

1. Segurança

Caso da Informática da UFRGS. Tem um trojan aqui na rede windows que se transmite de computador em computador através das pastas compartilhadas do Windows. Detalhe: Só o antivírus Norton pega ele. Quem não tem o Norton instalado está usando micro infectado sem sequer saber. Só vai descobrir quando somem quantias da conta bancária.

Se você acha windows seguro está sendo ingênuo.

2. Simplicidade

Comparar o XP com o 98 foi forçado hein, deixa a MS saber disso:)

3. Produtividade

Sobre o Office 97, espere até que você seja obrigado a preencher um docx:)

Sobre o Visual Studio, não é questão de usar bibliotecas que só rodam num único sistema, isso tem em qualquer lugar, em qualquer linguagem. O problema é que o VS quer te prender na MS e faz tudo para isso.

Sobre as atualizações. O maior exemplo do problema que é a influência do windows é aquela tela que aparece após o windows instalar uma atualização, te obrigando a reiniciar em 15 minutos. Se você não está na frente do micro, ele reinicia e você perde o que não tinha salvo. Não consigo contar quantas vezes isso já aconteceu aqui.

[] ' s

- - Posted in Apr 9, 2009 by Vitor Pamplona

Concordo com os três itens nesse momento. Há algum tempo atrás eu tinha um quarto: aprender. Ainda recomendo graduandos e outros que não precisam trabalhar muito se divertirem com o gentoo. Duas semanas instalando é melhor que uma disciplina de redes e SO.

- - Juan

- - Posted in Apr 9, 2009 by 189.6.197.112

be, nao usso linux pq nao é facil para quem eh iniciante, instalacao e configuracao dar muita dor de cabeça nem tudo vem configurado, se perde mais tempo para configurar que outra coisa. Bem quero usar, mas ja imagino o tempo que vou perder para até o linux rodar como funcionar tudo no meu windows.

A distribuicao melhor ainda que dar menos dor de cabeça é o ubuntu, e outra é tanta distribuicao linux por ai que nem sei qual delas instalar..
uso windows e nunca instalei um anti-virus primeiro que nao tenho $ para comprar muito caro hehe e segundo nao uso software pirata.
Mas gostaria de usar linux, vou tentar outra vez depois do seu post: D

- - camilo

- - Posted in Apr 9, 2009 by 189.104.203.49

OK, vamos lá.

1. Segurança

Não disse que é seguro. Disse que me sinto seguro. Explico: para o uso que faço do meu computador pessoal, não me sinto muito vulnerável. O único cuidado que tenho é que eu faço alguns backups do meu projeto de doutorado. Mas isso eu faria usando linux, com um mac ou até mesmo com uma máquina de escrever. Meu medo é queimar o hd, roubar o notebook etc etc etc.

Sei que em termos de segurança o Linux é muito melhor que o Windows, não sou ingênuo de achar o contrário. Mas para o meu cotidiano, eu estaria usando uma muralha que no momento acho que não seja necessária. As verdades não são imutáveis, isso no futuro pode mudar. Mas hoje acho desnecessário para mim.

2. Simplicidade

A comparação do XP com o 98 foi em termos de interface com o usuário. O XP não muda muita coisa e, o que muda, dá pra deixar parecido com o 98.

3. Produtividade

Sobre o 97, se precisar abrir um docx você pode convertê-lo para doc usando um programinha minúsculo. Além disso, se o problema for esse, também há Open Office para Windows etc.

Quanto ao Visual Studio, basta não usá-lo. O cara pode usar um Eclipse, Netbeans etc. Grande parte dos sistemas que dá pra usar em um SO, também tem versão para outro SO.

Em relação aos 15 minutos, graças a Deus que não tenho esse problema. Não instalei o SP2 aqui.

Ah, isso tudo é a minha realidade. Pessoas diferentes tem necessidades diferentes. Talvez algum dia eu precise de algo que o Windows não cobre pra mim hoje e, nesse dia, pode ter certeza que não cogitarei em mudar. Enquanto isso sigo do jeito que funciona pra mim. Afinal de contas o computador pra mim é uma ferramenta para me ajudar a desenvolver meus projetos. Se a ferramenta não serve, a gente troca.

[] ' s

ps.: Gostei desse post. Ficou legal.

- - Max

- - Posted in Apr 9, 2009 by 189.114.27.151

Vitor...

Se vc acha que a insegurança está somente no sistema operacional, é que vc está sendo ingênuo: (Sou da inf-ufrgs tb, uso tanto xp quanto vista e não peguei o tal trojan, apesar de ter ouvido pessoas reclamando dele. Em conversas com as pessoas infectadas, descobri que era tudo resultado de configurações mal-feitas. Resumindo: CULPA DO USUÁRIO. Eu desenvolvo vírus / trojan / etc por hobby (mas não distribuo o código deles pela net!), e fazer um que não é detectado por nenhum antí-vírus existente é quase tão fácil quanto fazer hello world. Logo a máxima do " preciso de antí-vírus no windows pra estar protegido " é fala de inexperiente. Eu não uso anti-vírus e estou protegido, além de desenvolver vírus / trojans / etc que passam por qualquer anti-qualquer coisa... A propósito, a maioria das distribuições Linux tem vulnerabilidades que beiram o ridículo (a propósito, já trabalhei desenvolvendo modificações em kernel linux, e o código dele não é ruim... é MEGA TERRÍVEL).

XP é parecido com o 98. E o Vista é ainda mais parecido com o XP. Ao contrário de pessoas que os usam por 5 minutos e reclamam horrores, reclamei do Vista por apenas 5 min, deixei o preconceito de lado e passei a usar o sistema no dia a dia. Sou um usuário de vista desde junho do ano passado, e não reclamo de nada exceto da exigência de hardware superior (semelhantes ao meu ubuntu com janelas que parecem de água, hehe). Tudo que já ouviste falar de mal dele, afirmo categoricamente: culpa ou de usuário preconceituoso (que sofre de inércia) ou leigo. E falaste bobagem... desativar o aero é MUITO simples (uns três cliques). Instalar outra interface, ou tirar a interface? Um pouco mais complicado que no Linux, mas ainda sim possível. Quanto aos recursos de hardware superiores do Vista, é pq eu adoro interfaces bonitas:) Não curto deixar minha placa de vídeo que roda Crysis " tudo no máximo " em idle por 95% do tempo = D Já usei Windows com pouca ou nenhuma interface, estilão xfce... mas prefiro janelas transparentes e coisas 3D;)

A transição do Office 2003 para o 2007 foi suave, dada a interface nova infinitamente mais amigável (afinal os recursos são os mesmos, com algumas adições). Já usei bastante latex. É bem bom. Aprenda a editar templates e estilos no Word, e vc vai ver que é exatamente A MESMA COISA (muitos param para aprender uma linguagem de programação nova, mas não se dão ao trabalho de fuçar nas configs de um programa, pois achar muito complicado, ou muito diferente da versão anterior).

Produtividade por produtividade, posso falar da minha experiência. Trabalhando exclusivamente com ferramentas Windows, cheguei a marca de ~ 22.000 linhas de código (funcionando!) por mês em horário comercial. Não consegui chegar perto disso no Linux...: (Pq? Provavelmente pq não tive tempo de procurar ferramentas semelhantes as que usava no Windows (e elas devem existir, questão de deixar a preguiça e preconceito de lado e procurar).

Sintetizando a minha resposta: tô cansado de pessoas que analisam OSs sobre o aspecto: " eu uso dessa forma, logo o diferente é horrível ", sem se dar conta disso. Eu, particularmente, uso TUDO, sem preconceitos. Linux, MacOS, XP, Vista. Se todos eles mudarem, eu mudo tb, e me adapto, pois como um cientista da computação, estou mais do que acostumado a mudanças drásticas frequentes. Se ferramentas não mudassem, estaríamos nos cartões perfurados ainda (eu, particularmente, prefiro os três cliques a cartões perfurados). Minha dica: use por mais de 5 min. Se achou horrível, antes de postar algo indignado / apaixonado_pelo_concorrente, procure no help / google, pergunte a um usuário experiente no sistema. Fato verídico: um colega de sala que " só usa linux, desde sempre " (PhD, considero ele bem foda no que faz), comprou um note que veio com Vista. Por cinco vezes ouvi ele falando: " Windows é uma B * * * *, não vejo a hora de instalar Linux ". Nessas 5 vezes levantei da minha cadeira e configurei / instalei / modifiquei oq ele queria, exatamente igual a forma como ele fazia no Linux... (volta e meia tinha que instalar alguma aplicação externa... mas isso se faz direto no linux;). Depois disso ele se convenceu que era só questão de experiência? Não... release do Ubuntu 8.10, ele instalou e disse: " Ufa, Windows é uma B * * * *, não aguentava mais ".

Tive a oportunidade única de ser obrigado a mexer com vários sistemas operacionais (ou eu aprendia, ou eles não me pagavam aquela grana toda = D), e ao invés de reclamar, corri atrás, e vi que na prática (desde que tenhas uma visão não preconceituosa), é tudo a mesma coisa, basta configurar e / ou aprender. Hj uso minhas duas máquinas com diversas partições e máquinas virtuais, pois conhecer tanta coisa tem seu valor: poder usar as melhores características de cada um (produtividade se obtém assim, não quebrando a cabeça pra fazer algo que é difícil no teu OS preferido e fácil no " concorrente capitalista do mal ").

A inércia (humana, não a newtoniana = P) é inimiga da evolução...

- - Slevin

- - Posted in Apr 14, 2009 by 187.27.14.127

Oi Slevin,

Também tenho experiência com windows. Já configurei até servidores com este SO. Tenho o Vista instalado no meu notebook e uso muito o Office 2007 no ubuntu. Eu sei reconhecer algo bom quando uso.

Já configurei o windows de muitas maneiras. Certa vez eu também achei que estava seguro com uma configuração bem fina para segurança. Resultado? O Outlook Express resolveu abrir um e-mail de spam enviado pelo meu chefe que tinha um jpg. Ele abriu o JPG e destruiu metade dos códigos do sistema que estava aberto no Delphi naquele momento. Se instalou em tantos lugares no sistema operacional que fui obrigado a formatar o computador para me sentir seguro novamente.

Depois de ver que um vírus simples (também já fiz " vírus " destes) de JPG conseguiu acesso administrativo (eu estava logado como um usuário comum) depois de todas as configurações para segurança que eu fiz, resolvi não confiar mais no windows.

Hoje em dia, vendo as telas que pedem permissão de acesso do Vista fico me perguntando quantos vírus já quebraram essa segurança ridícula que resolveram criar. Um guri que conheço conseguiu quebrar a segurança com um programa bem simples que move o mouse até o botão de liberar e clica. Como a tela aparece sempre no mesmo lugar e não pede senha, funciona sempre. Fácil demais.

[] s

- - Posted in Apr 14, 2009 by Vitor Pamplona

Olá Vitor,

Minha experiência com Windows é bem semelhante ao citado pelo Max. Uso Windows desde a versão 3.1. Devo ter ficado alguns meses com o windows 95, e comprei o NT 4.0 assim que saiu, para usar no meu recem adquirido Compaq Presário, em 1996 (ou perto). curiosidade: quake I rodava melhor no nt 4 (open GL) que no 95/98, não me lembro qual. Nunca voltei a série 9x / millenium: não prestavam. Tambem nunca usei Outlook Express, não posso comentar. Usei Internet Explorer desde a versão 3.0 até a que o Firefox saiu, migrei pra ele e não voltei mais (no início, o Netscape explodia e sumia sem dar explicações, nunca soube porque). Hoje, uso XP MCE (oem no meu note) com SP3, sem anti-virus, uso regularmente o Eclipse, Visual Studio, e Delphi, e o IDE que menos me causa stress é o Visual Studio, e a melhor documentação para desenvolvimento é da MS. Posso ser um preguiçoso que nao gosta de ficar instalando drivers, procurando bibliotecas, atualizando arquivos de configuracao manualmente, mas gosto de acreditar que tenho muito trabalho a fazer para me preocupar com estas coisas. (em tempo: se acha que o windows nao tem configurações, de uma pesquisada em livros sobre o registry). Imagina se eu tivesse de ser mecanico para dirigir meu carro... Sua opiniao sobre linux é respeitável, mas me deixou com uma impressão: Se o linux se tornar mainstream, voce entra na mira de hackers, e sua paz estará ameaçada, teria que mudar de SO novamente ou se adaptar para um padrão semelhante ao que critica no windows atual.

Sua sensação de insegurança com windows tem motivos, mas acredito que sejam circunstanciais. Vide os boletins de segurança da red-hat: ha falhas bobas ali. Ja tentei usar linux, com o excelente Ubuntu, e fiquei pasmo com a facilidade de instalação: foi muito mais simples que o XP (devido a alguns hardwares), mas (há sempre um mas) não era muito produtivo. Depois de n horas tentando descobrir porque o Eclipse não conseguia compilar alegando falta de memória com 2 gb de ram, coloquei windows novamente, pois precisava trabalhar na aplicação (havia um cliente esperando. Ja pensou dizer: aguarde ai que uso linux: P). Depois (e somente depois) descobri que precisava mudar o compilador Java default. Entendi que nao importa o lado que se está, sempre haverá problemas, e sérios. Alguem disse que " Linux é para quem só gosta de computadores, e mac-os para quem não gosta ". Flertamos com a possibilidade de desenvolver um aplicativo para linux, mas nos deparamos com o fator custo: o Hardware é o mesmo, o software " livre ", mas o tempo pra fazer tudo funcionar.... Nossos clientes nao querem pagar mais por uma solução que rode no linux... Este é o custo. É muito caro. Pensar em linux como gratuito é valido onde a recursos financeiros e / ou pessoas com conhecimento disponíveis e motivadas, que não são necessariamente programadores - órgãos públicos são ótimos candidatos. Se há carência de qualquer um destes dois fatores, se torna inviável economicamente. Não sei se fui só eu que chegou nesta conclusão, mas apesar de outros problemas que encontramos no Windows, pagar $300 reais em uma cópia é mais barato que $100, 00 por hora para um técnico em linux.

Não quero participar de um flame-war, pois acredito que linux tem muito valor: não acho confortável ter um unico SO amplamente disponível, e a concorrencia é necessária para a evolução continua de todos. Mas acredito que linux tem que " comer muito feijão " para se tornar ace$$ível o suficiente e não causar fricção desnecessária. É contraditório a comunidade preferir descer o pau na Microsoft (muitas vezes merecidamente, muitas vezes, injustamente) a trabalhar para supera-la. Nem os recursos financeiros abundantes fizeram a ms emplacar o zune, ou, para quem se lembra, o microsoft bob (http://pt.wikipedia.org/wiki/Microsoft_Bob). Então, não é só grana.

A Canonical iniciou uma abordagem mais realista do linux. Miguel de Icaza esta trabalhando no Mono, que apresenta algo promissor para o futuro desenvolvimento linux, com base em algo feito pela ms. E a Sun, que tanto se dizia detentora da liberdade, participação da comunidade, yadayadayada, fritou a fundação apache quando a mesma começou a trabalhar no Apache Harmony. Como voce pode ver, é um prisma cheio de lados, cheio de verdades. A minha não é maior que a sua, e vice-versa. Não acho que tecnologia possa ser um lugar para dogmas, apesar de nós, humanos, sempre gostarmos deles para justificarmos nossa zona de conforto.

Respeito seu ponto de vista, mas supor que meu micro é menos seguro por causa do windows é tao arrogante como eu supor que voce perde tempo por causa do linux. Ha muitos fatores envolvidos, e o principal, tem muito pouco haver com tecnologia.

Abraços



- - João Vieira

- - Posted in Apr 15, 2009 by 189.75.123.82

João

" Eclipse não conseguia compilar alegando falta de memória com 2 gb de ram, coloquei windows novamente. "

Uso Linux e Windows com Java, mas essa desculpa do Java é coisa nb q não sabe usar JVM e o PATH do SO. Sempre é bom abrir um CMD ou um terminal e dar um " java - version ". Tenho java 5, 6 e 7 instalados no Linux e já usei os mesmos no Windows, é simples vc tem q conferir o path qualquer um com experiencia em SO sabe disso...

".. pagar $300 reais em uma cópia é mais barato que $100, 00 por hora para um técnico em linux. "
Interessante vc não precisa de técnico, porém meu primo q entende pouco de informática deve ter gasto isso ou até mais em poucos meses por causa de Vírus no PC com Windows. Depende da pessoa, se vc pensar em um USUÁRIO q não sabe nem o q é extensão de arquivo, ele só sabe q 2 cliques ou 1 abre o arquivo a sua afirmação cai por terra.

Em resumo Windows XP usava para jogar e para trabalhar ou até mesmo jogar meu DOTA uso Linux.

Conheço 4 pessoas q só usavam Windows começaram a usar Ubuntu, depois de alguns meses eles trocaram o Windows por Linux, ou seja depende do usuário.

Antes q me falem q odeio o Windows é pq odeio mesmo, cansei de perder tempo em formatar computador, procurar driver de impressoras e anti-vírus.
Confesso q tentei usar por 1 hora e meia o Vista q veio com o Notebook, porém ele fez tanta coisa sem pedir q tive q tirar. Bom a atualização do Vista durou 1 hora e meia, por isso usei esse tempo.

Achei massa o Bob a Microsoft ele parece aqueles menus de jogos infantis.:)

Falando em SO antigos dá uma olhada no Lookinglass da Sun, foi o pontapé para o Wonderland. Estou fazendo uns testes com o Wonderland e é mesmo interessante a idéia.

Abraços

- - Eduardo Siemann

- - Posted in Apr 15, 2009 by 200.215.20.180

Eduardo,

Como voce disse, não devo saber usar a JVM, ou Java, ou qualquer outra coisa. Então, linux não me atende, somente a pessoas especiais como você, que sem duvida, dominarão o mundo em um breve futuro.

Abraços



- - João Vieira

- - Posted in Apr 15, 2009 by 189.5.136.140


" Acho muito simples de usar. Obviamente não fico migrando toda hora. Sai do 3.1 e fui para o Win95 quando o 98 foi lançado (foi uma grande mudança). Do 98 para o XP não muda quase nada em termos de funcionalidades, então uso o XP. Me recuso a usar o Vista. Não vejo necessidades... "

Muito bom, vc usa um sistema criado em 2001, arquitetura de 2001, vulnerabilidades de 2001

- - Posted in Apr 17, 2009 by 189.72.79.120

Uso o linux porque gosto, me sinto seguro.
Como o Vitor disse, também não to muito ai se minhas janelas estão transparentes ou pegam fogo quando fecham...
Se você acha difícil, configurar a sua máquina no Linux, tente mais um pouco, aposto que você não conseguiu configurar seu micro facim na primeira vez q instalou o Windows.
Ha mais o Linux não tem isso... ou aquilo... Não tem ou você não procurou direito?

Atualmente só uso o Windows pra jogar, nada contra, cada um usa o que quer...
E concordo com a citação do do Slevin, " A inércia (humana, não a newtoniana = P) é inimiga da evolução... ".




- - Rodrigo R.

- - Posted in Apr 18, 2009 by 200.199.204.200

Quanto ao usuário anônimo que fez a crítica:

" Muito bom, vc usa um sistema criado em 2001, arquitetura de 2001, vulnerabilidades de 2001 "

É o seguinte. Não sabe das minhas necessidades, como é que pode comentar? Todos os sistemas de banco (o core) que conheço rodam em plataformas superantigas, mudar pra que se funciona? Melhor trabalhar com o principal do negócio do que alterando uma coisa que não precisa...

Não sou computeiro e não trabalho com segurança. Meu trabalho é outro. Uso o micro para entrar em alguns blogs / e-mail e trabalhar no meu doutorado. Nunca tive problemas maiores (pequenos todo mundo tem) com meu Windows!

Acho que computador para quem não faz pesquisa na área deve ser tratado como uma ferramenta. Pra mim ele é isso, um martelo e prego que uso para construir minhas coisas. Se algum dia eu precisar de um computador / SO com mais funcionalidades eu troco. Enquanto não precisar eu não troco. Sinceramente não vejo um único motivo que justique eu trocar um SO ou computador para resolver um problema que eu não tenho....

Como disse o colega aí em cima, é uma coisa pessoal. Alguns se dão bem com Linux, outros com Windows. Se um cara se dá bem com A, seria burrice ele ir para B só por que o usuário de B fala que é melhor, e vice-versa.

- - Max

- - Posted in Apr 19, 2009 by 189.27.3.72

> Você tem que instalar uma versão leve do Visual Studio em cada cliente.

Isso não é verdade. Você pode compilar estaticamente ou instalar o redistributable (que não tem nada a ver com " versão leve do Visual Studio ").

- - Marcus Aurelius

- - Posted in Apr 20, 2009 by 189.30.46.154

> O Visual Studio é projetado para que, no mínimo
> deslize do programador, o código deixe de rodar
> em outros sistemas operacionais.

Poderia citar algum exemplo? O que quer dizer com " rodar em outros sistemas operacionais "? Compatibilidade do executável? Portabilidade do código-fonte? Não ficou claro.

Apenas para constar, já desenvolvi, no Visual Studio, código C + + que era perfeitamente compilável usando gcc (em baixa plataforma) e z / OS C + + (em mainframe). E os executáveis rodavam direitinho nos diferentes ambientes... sem precisar fazer nenhum malabarismo no Visual Studio.

> A distribuição (deploy) de qualquer programa compilado
> com o Visual Studio não pode ser feita simplesmente
> copiando o executável. Você tem que instalar uma versão
> leve do Visual Studio em cada cliente.

Isso simplesmente não é verdade.

- - Humberto B

- - Posted in Apr 22, 2009 by 189.42.131.242

Oi Humberto e Marcus

É como o Marcus falou: " Você pode compilar estaticamente ou instalar o redistributable "

De qualquer forma vc precisa levar o VS junto com seu programa, além do Manifest e outros arquivos que não sei para que servem.

É óbvio que se você prestar muita atenção, seu programa rodará em vários lugares. No entanto, basta usar uma função exclusiva da STD do Visual Studio que pronto. Já não funciona mais.

A STD disponível para linux, por exemplo, não tem funções extras para não ter problema do código não rodar em windows. Simples assim. Visual Studio é uma IDE muito boa, mas atrapalha muito em termos de portabilidade.

[] s

- - Vitor Pamplona

- - Posted in Apr 22, 2009 by 143.54.13.191

Vitor, o VS não vai junto com o programa. No máximo, por necessidade ou falta de atenção, certas DLLs (nada a ver com o VS aqui) deverão existir no cliente, seja por linkedição estática, seja por vinculação dinâmica. Creio que esse mecanismo seja implementado em diversas plataformas.

O que a Microsoft faz é incluir no IDE e no Windows equivalentes proprietários de bibliotecas padrão. Pedaços da MFC, por exemplo, realmente têm o claro objetivo de serem substitutas da STL. Certtas funções da Winsock " abraçam e extendem " as APIs de sockets. E por aí vai. Cabe ao programador decidir qual caminho seguir em cada situação...

Abraço

- - Humberto B

- - Posted in Apr 22, 2009 by 189.42.131.242

Olá Vitor,

Sempre tive receio em começar a usar o Linux por uma questão de compatibilidade. Exite alguma limitação de compatibilidade no Linux?

Abraço

- - Felipe S.

- - Posted in Apr 27, 2009 by 200.186.100.100

Não sei se fui claro. Me refiro a compatibilidade de hardware.

Grato.

- - Felipe S

- - Posted in Apr 27, 2009 by 200.186.100.100

Oi Felipe

Existem sim. Alguns fabricantes alteram hardwares existentes, fazendo com que os drivers não funcionem corretamente. A Sony é boa em fazer isso.

Para ver se o seu micro roda sem problemas, basta criar um LiveCD da sua distribuição é " bootá-lo ". O que funcionar no LiveCD funcionará também após a instalação.

[] s

- - Vitor Pamplona

- - Posted in Apr 27, 2009 by 143.54.13.191

Felipe, recomendo você instalar o Ubuntu, ele ta bem fácil de usar, meio que do tipo (instalar atualizar e usar). Dependendo do seu micro ele reconhecera tudo.
E o que não reconhecer, o Ubuntu é a distribuição que tem maior suporte na internet.

Ficou meio propaganda... Mais fazer o que, é bom mesmo!

E atualizei ontem meu Ubuntu pro 9.04, o boot ta rápido como uma bala, e agora com um look bem agradável.

- - Rodrigo R.

- - Posted in Apr 27, 2009 by 201.86.164.140

Aprendi muito com todos vocês e agradeço a todos!
A moeda tem 3 lados...

- - Jothaeff

- - Posted in Dec 5, 2012 by 189.78.156.232

Add New Comment

Your Name:


Write the code showed above on the text below.