Vitor Pamplona

Innovation on Vision: Imaging , Enhancement and Simulation

Negroponte in Action: OLPC 2.0

 Eu acho isso muito engraçado. Deixa eu contar uma historinha, vamos aos fatos resumidos:

Quando a idéia do OLPC 1.0 saiu, as reações eram basicamente duas: Gente dizendo que era impossível fazer a 100 dólares, e gente achando o projeto de um computador barato e para crianças era muito tosco. Ninguém ia usar.

A comunidade open source começa a fazer barulho. A idéia cai na mídia internacional, que transforma o " objetivo de custo em 100 dólares " em " obrigação de custo em 100 dólares ", apesar do Negroponte nunca ter utilizado estas palavras.

O OLPC, que inicou com a idéia de ser um micro muito barato, aparece com inovações tecnológicas surpreendentes pra época. A maioria dos críticos, obviamente, mal sabia disso.

Negroponte anuncia que o OLPC só usará software livre e só será vendido a governos. Asus (eeePC), Intel (Classmate) e várias outras empresas viram que iriam perder espaço e dinheiro e começaram a buscar soluções para o mesmo público do OLPC. Chove de gente contactando o Negroponte para fazer parcerias.

O pessoal da tecnologia começa a cutucar os educadores, questionando suas formas de trabalho e tentando melhorá-las. Com a nova ferramenta a disposição (apenas teoricamente), os educadores começam a bolar novas teorias, novas formas de comunicação com as crianças, e novos meios de aprendizado.

Apesar da promessa, os anos se passam e o gigante do software livre (Brasil) nem se mexeu. Não fez nada (pouca coisa na verdade), não ajudou em nada, sequer testou o dispositivo e ainda cancelou a aquisição de várias unidades para centros de pesquisa. Os outros países ajudam mas a ajuda ainda é insuficiente.

A comunidade internacional de software livre só faz propaganda do projeto. Na verdade, usaram para dizer que o software livre é útil para alguma coisa, no entanto, pouquíssimas pessoas meteram a mão na massa para desenvolver, apesar de ser tudo software livre.

Negroponte se vê numa enrascada. Ou fica com a bandeira do software livre, mesmo com o povo do SL não ajudando em nada, ou começa a fazer acordos com empresas que estão dispostas a fazer alguma coisa. A situação aperta e Negroponte começa a pender para as empresas. Um ou dois acordos foram o suficiente para enfurecer toda a comunidade de software livre (sem razão alguma).

Negroponte volta e começa a se manter independente. Irritando mais meio mundo. Nem parcerias com empresas, nem com o povinho do software livre. Quem quiser integrar com o OLPC que se vire. Microsoft entra na jogada.

Neste mês saiu o anúncio no OLPC 2.0 com OBJETIVO de custo em 75 dólares. Assim como foi anteriormente, a mídia já fez um escarcéu e já transformou meta em obrigação e, obviamente, já tem um monte de gente dizendo que é impossível e inútil. E o Negroponte, pelas suas próprias atitudes é chingado como incompetente.

Eu admiro o Negroponte. Apesar de ter cometido alguns erros durante o desenvolvimento do projeto, ele movimentou o mundo inteiro sem ter um único apoio forte. Preocupou empresas bilionárias obrigando-as a construir produtos por causa dele, quebrou paradigmas na educação, movimentou governos, fez inovações tecnológicas impressionantes, e nunca desistiu, mesmo com toda a crítica e a mídia em cima dele.

Querem apostar como esse OLPC 2.0 ainda vai incomodar muita gente?

Posted in May 23, 2008 by Vitor Pamplona - Edit - History

Add New Comment

Your Name:


Write the code showed above on the text below.